Siga-nos no Instagram e acompanhe em tempo real @viaje24h 

MENU

Lago Titicaca, Uros e Isla Taquile (Peru 04)

14.05.2015

Depois de conhecer o Vale Sagrado fomos conhecer o Lago Titicaca. Saindo de Cusco, a maneira mais fácil de chegar ao Lago Titicaca é ir até Puno, que fica a uma distância de aproximadamente 400 km.

Deixamos Cusco às sete horas da manhã de ônibus e chegamos a Puno por volta das três horas da tarde. É sempre bom comprar passagem com um dia de antecedência pra não ter problemas na hora. Pra comprar é bem fácil, é só ir até a rodoviária central de Cusco. Ao chegar peça indicação das empresas com os melhores ônibus e também que faça o trajeto sem paradas.

O trajeto é lindo e a Cordilheira do Andes é cenário constante!  Algo que recomendo é andar de ônibus ou carro pelo Peru! É um país de paisagens naturais incríveis!

Na volta de Puno fizemos a Rota do Sol, passeio que visita alguns vilarejos e sítios arqueológicos com auxílio de guia turístico. Mas isso eu vou contar em detalhes no próximo post.

Quando chegamos a Puno o frio estava de doer! Além do frio, a altitude (quase 4000m) maltratou bastante. Sentimos muita dor de cabeça e uma pequena caminhada parecia uma maratona.

A cidade de Puno não é bonita, os prédios são todos inacabados e as fachadas são todas de tijolos aparentes. Acredito que 95% das construções são assim. Parece que eles não dão muita prioridade pra isso.

De qualquer maneira, a cidade estava lotada de turistas. Lá também tem a Praça das Armas onde se concentram vários restaurantes para todos os gostos.

Nesse dia dormimos cedo para no dia seguinte navegar o Lago! No outro dia, já bem mais dispostos após uns remedinhos e algumas folhas de coca, seguimos para o Titicaca. O passeio nós compramos em Cusco uns dois dias antes. Atenção, nada de comprar na hora! Um táxi nos pegou no hostel e levou até o lago. Lá a gente embarcou com auxílio de um guia turístico e começamos a navegar.

O Lago Titicaca é o maior da América Latina e o lago navegável mais alto do mundo. Nossa primeira parada foi em uma das diversas ilhas flutuantes do Titicaca, chamadas Uros. Essas ilhas são artificiais, construídas pelos nativos para morar!

Elas são feitas com uma planta que se chama totora, bem como as cabanas onde vivem. Seus habitantes vivem da pesca e do turismo, pois vendem seus artesanatos e também hospedam turistas.

Após Uros, seguimos adiante até chegar a Isla Taquiles. Quando chegamos começou a chover e ficou tudo cinza, a vista do lago não estava legal. Taquiles é uma ilha onde seus moradores vivem de plantação e pesca, é tudo muito primitivo e  não existe saneamento básico.

O almoço foi preparado pelos nativos, trutas com papas fritas! É um prato muito comum por lá! Quando terminamos o almoço, como um passe de mágica, o Sol se abriu com toda força e a vista do Lago ficou indescritível! É tão grande e azul que parece mar!

 

Realmente vale cada segundo! As paisagens do Peru são incríveis e o Titicaca não fica por menos!

Depois de ficar curtindo a vista, embarcamos de volta até Puno para no dia seguinte retornar a Cusco pela Rota do Sol!

 

 

 

Please reload