Siga-nos no Instagram e acompanhe em tempo real @viaje24h 

MENU

Dicas de Amsterdã e a maconha "legalizada" (Holanda 01)

06.02.2017

Essa é uma cidade que todo mundo fica ansioso pra conhecer. Motivo? A maconha é "legalizada" e a prostituição também! Mas é claro que não é só isso, a cidade é belíssima e encantadora.

Possui um sistema de canais interligados que formam a drenagem da cidade. Hoje os maravilhosos canais são patrimônio histórico da Unesco. A cidade é banhada pelo Rio Amstel, de onde vem seu nome. A Holanda também é conhecida como Países Baixos, pois uma parte se encontra geograficamente abaixo do nível do mar.

 Pra quem costuma ler minhas postagens sabe que eu sou insistente em me hospedar numa região central e sempre bem localizada pra não precisar pegar ônibus ou táxi, pois além de ser chato, gasta dinheiro.
Chegamos da Bélgica na estação central de trem e, como ainda não conhecíamos bem a cidade, pegamos um táxi. Foi a única vez que foi preciso.
Ficamos em um hotel na Prinsengracht, bem na beira do canal, lindo de se ver! Nos demos ao luxo depois de mais de 20 dias de viagem dormindo em albergue e compartilhando quarto. Precisávamos de uma noite bem dormida! A foto a seguir é na frente do hotel:

 

Nossa primeira parada foi na Red Light Street!
A gente sempre houve falar que nessa região as prostitutas ficam se expondo em vitrines, certo? Antes de chegar eu achava que veria uma ou outra aleatória, mas não!
As ruas principais são cheias de vitrines uma do lado da outra! Literalmente! As meninas ficam lá dentro chamando a galera, dançando e sinalizando pra quem passa! Sem falar que 99% são lindas com o corpo perfeito! Tipo barbie mesmo!
Eu olhava os homens na rua e chegava a ser engraçado tamanha empolgação de todos! Estavam em polvorosa! E o negócio é sério mesmo, a vitrine na verdade é uma porta de vidro e os interessados entram pra trocar uma ideia, se der certo eles entram numa sala nos fundos e o resto vocês já sabem!
Fora isso tem cinema pornô, teatro com sexo explícito, sexy shop e por aí vai! Uma loucura!
Eu li tanto antes de ir que era proibido tirar fotos que acabei não tirando nada mesmo, uma pena! Principalmente das prostitutas, se elas se incomodarem com as fotos podem até chamar a polícia e virar a maior confusão!
Essa rua é tomada por turistas que ficam todos de boca aberta e eufóricos com aquilo tudo! Nós andamos por todas as ruas e olhamos tudo que tinha pra olhar e matar nossa curiosidade. Como é cheio de bares, dá pra escolher algum pra entrar e curtir a noite, e foi isso que fizemos.

 

Coffee Shops e a maconha "legalizada"
É isso mesmo, minha gente!  Em Amsterdã a maconha é legalizada e você pode fumar em qualquer lugar. Na verdade o termo correto é tolerada e não legalizada já que o país aplica uma política de tolerância em relação a droga.
A cidade é cheia de coffee shops, mas não é pra tomar café! São nesses lugares que você compra maconha. A gente chega e eles têm um Cardápio com todos os tipos de maconha. Vai desde os cigarros já enrolados, alguns misturados com tabaco pra quem nunca provou e quer experimentar sem ficar muito "chapado", até as ervas puras pra quem já está acostumado a fechar seu próprio "cigarro". A quantidade no cardápio é imensa e eu nem conseguiria explicar pra vocês aqui, é realmente impressionante!
Nos coffee shops sempre têm umas mesinhas pra sentar, é como um bar mesmo. Só que ao invés de beber o pessoal fuma. Eu achei um pouco claustrofóbico ficar no meio daquela fumaça toda já que é tudo fechado, sem falar no cheiro que fica impregnado na roupa. Melhor fumar na rua ao ar livre!
Outro detalhe é que nesses coffee shops não vende bebida alcoólica! Eu fui pedir uma cerveja e explicaram que é proibido vender! Ou seja, ou usa uma droga ou outra! Risos.

Além disso, você encontra bolo de maconha, biscoito, chá e tudo mais que você possa imaginar.
O que dá pra perceber é que tem muita gente que não costuma fumar e como está em Amsterdã acaba querendo experimentar. Por isso a galera se perde feio, a gente encontra muita gente "louca" na rua! Mas Amsterdã é isso mesmo!

Outra curiosidade! Em Amsterdã o que mais você vê são prédios tortos, parece mesmo que eles vão cair. Mas isso tem uma explicação! A cidade está abaixo do nível do mar e foi toda construída em estacas de madeira devido às inundações. Essas estacas que estão em áreas pantanosas cedem com o tempo e como consequência os prédios ficam tortos! Mas o pessoal de lá já está acostumado e garantem que com uma manutenção adequada não existe perigo nenhum dos prédios caírem! Mas que dá uma agonia, isso dá!

 

House Boats e o tour pelos canais
Pode parecer clichê mas eu achei super válido fazer o tour de barco pelos canais. Além de ser lindo, a gente aprende mais sobre os detalhes da cidade.
O que se vê muito também são as casas na água! Que na verdade são barcos que ficam na beira dos canais.
As house boats foram uma forma de refúgio depois da Segunda Guerra Mundial, pois era muito mais barato morar nesses barcos, já que a cidade estava renovando sua frota de barcos e os antigos estavam sendo vendidos por preços abaixo do mercado.
Não só por isso, em terra também estava muito difícil achar moradia disponível.
Hoje as house boats viraram hospedagens caríssimas e muito procuradas pelos turistas. Realmente são um charme!

 

Do lado do nosso hotel descobrimos ao acaso um bar de rock incrível! O lugar é super pequeno, só com uma portinha mesmo, mas todo o dia rolava várias bandas de diversos países da Europa. Pra quem curte a cena mais underground não deixe de visitar o “The Cave".

 
Eu adoro o Mercado de pulgas. A gente sempre encontra peças peculiares, muita coisa barata e no caso de Amsterdã, tem muita coisa relacionada com a cidade pra quem gosta de comprar lembrancinhas de viagem.

 

 

O Mercado das Flores é uma graça, tem também o Museu Van Gogh, Museu de Amsterdã, Casa da Ane Frank, Museu Nacional, Heineken Experience e muito mais. Quanto mais tempo na cidade melhor!

 

 

E pra quem quer provar um  prato típico, experimente o Arenque cru! Arenque é um peixe que é servido cru e inteiro, acompanha picles e cebola crua! O legal é comer nas barraquinhas na rua mesmo, tem em todo lugar. O cheiro é forte e o gosto nem se fala! 
E aí, você comeria?

 

 

Please reload