Siga-nos no Instagram e acompanhe em tempo real @viaje24h 

MENU

Passeio de trem de Curitiba até Morretes

10.11.2019

Confesso que sou apaixonada por andar de trem!  Para quem é fã assim como eu, existe uma ótima oportunidade aos que estão no Paraná: o passeio de trem de Curitiba até Morretes. As paisagens da Serra do Mar e da mata atlântica são fantásticas! Um trajeto lindo pra ninguém botar defeito. O local de partida é a Rodoferroviária de Curitiba, localizada na Avenida Presidente Affonso Camargo, 330, no bairro Jardim Botânico.

 

 

A opção mais barata é fazer o passeio em grupo. Os lugares não são marcados, mas isso não foi nenhum problema. Pois de acordo com a paisagem a gente trocava de lado ou ficava em pé no corredor para conseguir tirar boas fotos. Foi muito divertido!

O horário de partida é às 8:30h, mas não esqueça de chegar pelo menos 1h antes. Assim você faz tudo com calma e evita contratempos. Um guia turístico acompanha todo trajeto. Achei muito válido, pois assim entendemos todas as peculiares do passeio e nada passa batido. 

 

Nesta modalidade, o caminho é só de ida, e a volta fica por conta de cada um. No meu caso retornei para casa depois de visitar Morretes. Caso você queira retornar a Curitiba, a Viação Graciosa faz o trajeto de ônibus. Na própria rodoferroviária você pode comprar o bilhete de volta. 

 

 

Mas não se preocupe, existem muitas outras modalidades de tickets para o passeio. Inclusive ida e volta a partir de Curitiba. 

Tem pacote de trem de luxo, camarote, imperial, trajeto com horário para ver o pôr do sol, entre outros. Cada pacote tem seu diferencial.  A empresa que faz o passeio de trem é a Serra Verde Express, e aqui você pode consultar todas as opções, valores e horários que se encaixam melhor em seu perfil. 

 

 

Durante o trajeto eu vi muitas pessoas caminhando pela natureza. Há muito ecoturismo na região também. A distância de Curitiba até Morretes é de 70km, e a duração para percorrer o trajeto é de aproximadamente 4h. O trem vai bem devagar mesmo.

 

Assim que desembarcamos, percebi que a cidade estava bem movimentada. Depois fui saber que estava acontecendo um evento cultural com muita gastronomia, artesanato e música. Tudo isso deixou a cidade ainda mais charmosa!

 

 

 

 

Depois de passear pela cidade, achei uma barraca de comida típica para almoçar. O prato mais famoso é o barreado. Ele tem origem portuguesa e até hoje é preparado fielmente pelos moradores da região. Composto de carne, temperos como cominho e farinha de mandioca, o prato é preparado em panela de barro, e antigamente, era levado nas expedições em que ficava-se muitos dias fora. A peculiaridade do prato é que, mesmo requentado , não perde suas propriedades nem o sabor. 

Para dar um toque final, o prato é servido com banana-da-terra fatiada e arroz. Achei o prato muito saboroso e enchi bem a barriga antes de passear mais um pouco pela cidade. 

 

O Rio Nhundiaquara , nome tupi-guarani que significa toca do jundiá, corta a cidade. A orla do centro histórico possui  grandes gramados e casas coloniais que deixam o cenário encantador. O Rio foi muito importante para o desenvolvimento da economia, pois foi por ele que houve o acesso a toda região.

 

 

 

Para finalizar, conheci a galeria de artes da cidade. Lá encontrei uma versão da Monalisa loira! A explicação é que a pintura foi inspirada nos imigrantes alemães e italianos.

 

Em seguida nos organizamos para voltar para casa de ônibus. O passeio foi muito proveitoso, pegamos um dia lindo de sol e tudo correu bem. Sem falar, é claro, que de trem tudo fica mais legal, pelo menos pra mim!

 

Veja também: 11 motivos para visitar Curitiba

 

Please reload