Seguro Viagem: O guia definitivo!

Bem vindo ao guia definitivo sobre seguro viagem. Aqui você vai encontrar tudo o que precisa saber!



1 - Qual a vantagem de contratar um seguro viagem?

A tranquilidade numa situação inesperada é primordial. Claro que a gente não quer que nada aconteça, mas temos que ter consciência de que tudo é possível. Agora imagina passar um tempão planejando a viagem dos sonhos e depois estragar tudo por conta de um imprevisto? Não podemos deixar isto acontecer, concordam?

Sem falar que as despesas no exterior são caríssimas! Se você morre economizando para viajar como eu, pode sair de uma viagem falido se não tiver um seguro. Pode ser engraçado, mas é verdade!

Por isso, ter um seguro viagem é indispensável e em alguns países obrigatório. É isso mesmo, se você acha que é o Superman e não precisa de seguro viagem, em alguns países não tem como escapar.



2 - Seguro Obrigatório

Na Europa existe o Tratado de Schengen, um acordo firmado entre 26 países europeus, que visa estabelecer a livre circulação dos visitantes nos países participantes.

O Tratado também estabeleceu a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem no valor mínimo de € 30.000 euros para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem, inclusive em caso de óbito.

Os seguintes países participam do Tratado:

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça, Liechtenstein e Chipre. Os únicos países europeus que não participam do Tratado atualmente são: Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária.

Além dos países da Europa; Cuba, Venezuela, Austrália e Equador também exigem a contratação do seguro viagem. Em Cuba a cobertura mínima é U$ 10.000,00 para assistência médica, e a Austrália exige assistência em viagem, mas não estipula um valor mínimo. Já na Venezuela a exigência é ainda maior. O seguro deve ter o valor mínimo de 40 mil dólares para assistência médica, e repatriação médica e funerária. O país ainda obriga a contratação adicional de um seguro no valor de 1 mil dólares específico para roubos, furtos ou extravio de bagagem. Apesar de obrigatório, não há exigência de cobertura mínima para o plano de seguro viagem para o Equador.

Olha eu tranquilinha em Cuba com meu seguro viagem em dia:


3 - Dicas para contratar um seguro de viagem ideal ao seu perfil e com melhor custo benefício


A parceria do Viaje24h

Depois de várias experiências bem sucedidas, concluí que a Seguros Promo é a ferramenta mais completa. Possui os mais novos e mais completos planos de seguro viagem do mercado. O site consolida as informações de todas as seguradoras, e possui um comparador de coberturas e preços, onde o cliente define a melhor opção para seu perfil de viagem!

3.1 - Utilize um cupom de desconto

Você pode deixar seu seguro viagem mais barato utilizando um cupom de desconto. Com o cupom VIAJE24H, você garante 5% de desconto na contratação do seu seguro viagem.


3.2 - Escolha pagar via boleto bancário

Optar pelo pagamento via boleto é outra dica para deixar seu seguro viagem mais barato. Além de 5% usando o cupom, você tem mais 5% de desconto ao escolher esse método de pagamento.


3.3 - Compare diferentes planos de seguros viagem

No site do Seguros Promo você pode fazer uma comparação detalhada de maneira rápida e fácil os preços de diferentes de seguros ofertados, analisando qual possui o melhor custo benefício para a sua viagem.

Além disso, pesquise pelos custos de alguns procedimentos médicos no país de destino, como o custo de uma consulta médica, diária no hospital e intervenção cirúrgica.


3.4 - Veja os detalhes das coberturas do seguro viagem de cada plano

Pesquise pelos custos de alguns procedimentos médicos no país de destino, como o custo de uma consulta médica, diária no hospital e intervenção cirúrgica. Assim, você terá uma noção do quanto poderá ter de desembolsar caso ocorra uma eventualidade.


3.5 - Preste atenção na cobertura de extravio ou roubo de bagagem

Aqui eu fico muito ligada, porque infelizmente acontece com mais frequência do que a gente imagina! É uma situação muito desagradável chegar de uma longa viagem sem nossos pertences, concordam? Há duas modalidades:


Seguros Bagagem Complementar: se o valor para extravio de bagagem descrito na apólice é de R$500,00 e a companhia aérea paga R$200,00, você receberá do seguro um valor de R$300,00 de indenização.

Já com o seguro suplementar, você terá direito a receber, além do valor pago pela companhia, o valor estabelecido na apólice.


Seguro Bagagem Suplementar: se sua apólice for no valor de R$500,00 para extravio bagagem e a companhia aérea lhe pagar R$200,00 de indenização, você irá receber os RS500,00 da seguradora + os R$200,00 da companhia aérea, resultando em um total de R$700,00 de indenização.



3.6 - Veja se o seguro está adaptado ao perfil de sua viagem

Preste muita atenção neste item! Na hora de escolher o plano de seguro viagem, tenha em mente o roteiro que você pretende realizar e as atividades que pretende fazer em seu destino. Viagem com as crianças, prática de esportes, intercâmbio, viagem de negócio, férias com a família. Cada viagem requer um tipo de seguro.


4 - Casos especiais:

4.1 - Seguro viagem para quem vai praticar esportes

Se você pretende fazer uma viagem para praticar esportes e desfrutar de novas experiências como safaris, surf ou correr maratonas pelo mundo, fique de olho na cobertura que o seguro viagem oferece.

É importante realizar uma comparação detalhada ao escolher o seguro viagem, ideal para a prática de esportes. Nem todos os planos possuem cobertura em caso de acidente durante o esporte, e alguns planos possuem limites baixos de cobertura para este tipo de evento.

Ao realizar a comparação, procure os planos que tenham a palavra “ESPORTE” e dê preferência a aqueles que possuem uma cobertura mais ampla. Também fique atento aos tipos de esportes que estão cobertos no plano que você está analisando, já que nem sempre todos os esportes estão cobertos. Por exemplo, a maioria das artes marciais e lutas não estão incluídas em nenhuma opção de seguro viagem.



4.2 - Seguro Viagem para Cruzeiros

Na hora de contratar um seguro para viagem, muita gente só pensa em adquiri-lo quando vai fazer alguma viagem internacional, principalmente para países que exigem o seguro para a entrada de turistas. Mas a aquisição de seguro viagem é super importante para que qualquer viagem seja tranquila.

Para quem deseja realizar um cruzeiro, existem planos com coberturas especialmente desenvolvidos para essa situação. Assim, você garante uma viagem tranquila e livre de imprevistos.

As mesmas coberturas que você encontra para um seguro viagem aéreo ou terrestre estão disponibilizadas no seguro viagem para cruzeiros, como assistência médica ou odontológica e extravio de bagagem. A diferença é que, nesse caso, os seguros são feito através de reembolso, uma vez que dentro do navio não existe uma rede de hospitais credenciados, somente médico disponível. O valor do reembolso vai depender do limite para a cobertura específica, conforme descrito na apólice do plano adquirido pelo cliente.

Os navios disponibilizam atendimento médico a bordo, porém o serviço é pago pelo viajante quando utilizado. Investindo em um seguro viagem, você garante reembolso para atendimento médico e ainda conta com muitas outras coberturas.

No Seguros Promo, você encontra diversos seguros para viagens marítimas. Um plano diferencial que você encontra é o oferecido pela Assist Card. Devido a uma parceria da seguradora com Royal Caribbean, Azamara, Celebrity Cruises, Norwegian Cruise Lines, Oceania e Regente, caso o valor das suas despesas médicas fiquem em até 500 dólares, a Assist Card cobre na hora, não precisando então que seja feita uma solicitação de reembolso.


4.3 - Seguro de viagem para gestantes

As mulheres grávidas precisam de atenção em dobro na hora de planejar a viagem e contratar um seguro – que deve ser específico para esse tipo de situação. Nem todos os planos das seguradoras de viagem cobrem gestantes.

Além disso, mesmo os planos que oferecem esse tipo de cobertura restringem o período da gestação e a idade da mulher - a maior parte possui o limite de 40 anos. Algumas seguradoras também solicitam autorização por escrito de um médico.

A Travel Ace cobre gestantes até a 34ª semana de gestação e que tenham autorização por escrito do médico responsável. A GTA até a 32ª semana; e a Assist Card até a 28ª semana.

Antes de adquirir um seguro viagem para gestante, verifique com a seguradora ou com a corretora de seguros essas especificações e se eventuais complicações na gravidez são cobertas.

Por que é tão importante conferir essas coberturas? A diária de internação nos Estados Unidos, por exemplo, possui custo médio US$ 2 mil, sendo que o custo de um parto pode ser superior a US$ 50 mil (cerca de R$ 166.000), segundo um levantamento feito pela Truven Health.

Outros valores que chamam a atenção são relativos a anestesista, ultrassom e exames de sangue. O primeiro custa em média US$ 2.000, o segundo pode chegar US$1600 e o último, cerca de US$900.

Importante lembrar que a cobertura oferecida pelas operadoras de cartão de crédito (para os clientes que adquirem a passagem aérea pelo cartão) não cobre mulheres grávidas.

Você pode comparar os seguros e ver qual se adequa a sua necessidade no site do Seguros Promo. Não esqueça de usar o nosso cupom VIAJE24H para ganhar desconto!



4.4 - Seguro para viagens de longa duração

Você pretende passar um longo período fora do Brasil? Se a resposta for sim, então o Seguro Viagem Long Stay da Assist Card é ideal para você.

A Assist Card possui dois planos diferenciais para viagens de longa duração: LONG STAY DAILY, para viagens de 61 a 364 dias; e o LONG STAY ANUAL, para 365 dias consecutivos em viagem.

Os planos de Seguro Viagem Long Stay possuem coberturas de 35.000 a 250.000 dólares e podem ser contratados por pessoas com até 120 anos, conforme plano escolhido. Porém, para viajantes com idade superior a 74, há um acréscimo de 50% sobre o valor do produto.



4.5 - Viaja com frequência? O seguro viagem anual Multi Trip pode ser a melhor opção

Você não precisar contratar um seguro para cada viagem internacional que realizar. Com um plano de Seguro Viagem Anual Multi Trip, você pode ter até 60% de economia.

O Seguro Viagem Anual atende às exigências burocráticas de todos os países, sendo válido em qualquer parte do mundo. Assim, você garante cobertura para viagens de até 30 dias de duração, dependendo do plano contratado, durante o ano todo.

Os seguros são válidos em todos os países do mundo - inclusive aqueles que integram o Tratado de Schengen, desde que atendam a cobertura mínima de € 30.000.

O Seguro Viagem Long Stay da Assist Card possui cobertura para doenças preexistentes já incluídas nos planos, sem que haja necessidade de contratar coberturas adicionais. Os planos também possuem cobertura médica para esportes radicais, atendimento via aplicativo, chat disponível 24h por dia, todos os dias da semana, reembolso online e médico online.

Outra vantagem é que você não precisa comprovar ser um estudante para contratar este seguro. Então, se você deseja fazer uma viagem de longa duração, mas não vai realizar um intercâmbio, esse plano é ideal para você.

A seguradora possui 45 anos de experiência em seguro viagem, está presente nos grandes aeroportos latino americanos, possui centros médicos próprios em Miami, Madri e Bariloche, e 94% dos casos solucionados no modelo “cashless” – ou seja, sem a necessidade de desembolsos locais.


5 - Como proceder para acionar o seguro

A verdade é que a gente espera nunca precisar acionar o seguro, certo? Mas e se precisar, como devemos proceder?

A cobertura para despesas médicas hospitalares consiste no valor disponibilizado para eventualidade médicas de acordo com o plano contratado. Essa cobertura garante o reembolso de despesas médicas emergenciais ou para o tratamento imediato decorrido de acidente pessoal ou doença aguda contraída durante a viagem.

5.1 Como acionar a cobertura de despesas médicas hospitalares?

Em caso de alguma eventualidade, o segurado deverá entrar em contato com a seguradora através dos telefones ou canais de atendimento disponibilizados na apólice.

A ligação pode ser feita à cobrar (Collect Call) de qualquer telefone fixo no exterior. Algumas seguradoras oferecem o atendimento até mesmo por Skype, Whatsapp ou aplicativo próprio.

Ao entrar em contato, o segurado deve informar a necessidade do atendimento e, em seguida, a seguradora o encaminhará ao hospital e/ ou rede credenciada mais próxima.


5.2 Como é realizada o pagamento das despesas médicas hospitalares?

O pagamento das despesas médicas pode ser realizado de duas formas:

  • Através da seguradora: neste caso, o pagamento das despesas médicas será feito pela seguradora diretamente com o hospital e/ou rede credenciada.

  • Através do reembolso das despesas: neste caso, o segurado arca com as despesas médicas em um primeiro momento e depois solicita o reembolso à seguradora, mediante toda documentação apresentada e de acordo com as condições gerais das mesmas.

Fique atento: é de extrema importância que o segurado solicite ao hospital, no momento da sua saída, o relatório médico da sua internação e/ou atendimento, tanto para o acionamento da cobertura médica quanto para o reembolso.

Esse relatório deve conter o motivo pelo qual ele foi atendido e todos os procedimentos que foram realizados, bem como a relação de valores gastos.


5.3 Como preencher o endereço da cobrança em nome da seguradora?

Na hora de decidir como será feito o pagamento das despesas médicas o segurado deve estar atento a alguns detalhes.

Se o cliente optar pelo uso da cobertura médica hospitalar através do pagamento faturado direto para a seguradora, é de extrema importância que ele preencha o cadastro do hospital com o endereço da seguradora. Mas atenção: tanto o campo do endereço de cadastro (Home Address), quanto o endereço de cobrança (Billing Address) devem ser preenchidos com o endereço da seguradora! Esse endereço é disponibilizado na apólice do cliente.

Preenchendo corretamente esses campos, o cliente evita qualquer mal entendido e/ou recebimento de cobrança da fatura em sua casa.

5.4 Como preencher o endereço de cobrança quando solicito reembolso?

Caso o segurado opte pelo recebimento da cobertura de despesa médica hospitalar através de reembolso em conta, é importante saber :

  • O cliente precisa solicitar o reembolso dentro de 30 dias úteis após o término da vigência da apólice.

  • É preciso apresentar passaporte com os carimbos de entrada e saída do país, ou outra documentação que permita constatar as estadias fora do domicílio habitual do contratante.

  • É necessário apresentar relatórios com a clara indicação de diagnóstico, histórico clínico, formulário de admissão emitido pelo prestador da assistência e informações detalhadas dos atendimentos prestados.

  • Quando o atendimento se der fora da rede credenciada, o segurado deve apresentar notas fiscais originais dos gastos, sendo que, no caso de medicamentos, deverão concordar em qualidade e quantidade com a receita médica apresentada.

  • Se você quiser mais informações basta consultar o check list disponibilizado pela seguradora contratada.


5.5 O que está incluso na cobertura de despesas médicas?

A cobertura de despesas médicas hospitalares é validada e autorizada apenas para eventualidades médicas durante a viagem.

Despesas com consultas médicas de rotina e/ou para obtenção de receitas médicas visando à prescrição de medicações tomadas habitualmente como, por exemplo, anti-hipertensivos, hipoglicemiantes orais, anticoncepcionais, entre outros, não são cobertas, exceto se diretamente relacionadas a quadro clínico de emergência.

5.6 Como é feita a cobrança das despesas hospitalares?

Em 95% dos casos, principalmente nos EUA, a cobrança dentro dos hospitais é feita de forma desmembrada.

Isso quer dizer que o hospital não emite somente uma fatura com o total dos gastos. Os serviços de cobrança das despesas médicas são realizados por empresas terceirizadas, e cada procedimento realizado possui seu próprio meio de cobrança.

Exemplo: se você fizer um exame de sangue a cobrança será feita pelo laboratório responsável pela coleta de material; já se precisar fazer uma radiografia, a cobrança será feita por outra empresa e assim por diante.

Devido a este modelo de cobrança dos hospitais no exterior, pode acontecer de gerar até 18 faturas diferentes para um único problema de saúde. Por isso, esteja atento e guarde todas elas para evitar contratempo no futuro, ok?

Ah, fique atento: O prazo para finalizar o pagamento das faturas dependerá de como os agentes envolvidos se comportarão no processo.

5.7 Recebimento de fatura pelo cliente:

  • O cliente é notificado pelo hospital que tem uma fatura em aberto em seu nome (isto acontece quando o cliente preenche o cadastro no hospital colocando o seu endereço para cobrança).

  • O cliente deve encaminhar para a seguradora o documento recebido para início dos trâmites comunicativos entre a seguradora/cliente/hospital.

  • A seguradora abre uma solicitação para que o hospital aceite a mudança da cobrança. Isto quer dizer que ela passa a ser responsável pelas tratativas (conferência/auditoria/pagamento). Esta parte é a mais demorada, os hospitais tendem a demorar bastante nessa aceitação e troca para o nome da seguradora.

  • Após o recebimento da fatura em nome da seguradora, inicia-se a auditoria das despesas médicas, para saber se os procedimentos adotados têm a devida cobertura contratada e, também, se os valores cobrados estão de acordo com os preços praticados no mercado.

  • Feita a auditoria caso haja conformidade, a seguradora encaminha o pagamento.

  • Se houver discrepâncias, a seguradora solicita ao hospital a averiguação das cobranças.

  • Ao receber a fatura corrigida, a seguradora a encaminha para o pagamento e comunica as partes (cliente e hospital) deste processo feito.

  • O hospital costuma, dentro do prazo de 30 dias após pagamento, atualizar seu banco de dados com a informação de pagamento realizada. Alguns deles costumam disponibilizar em seus portais o acesso ao cliente sobre o status do seu atendimento.

É importante se atentar que estes processos podem demorar até 1 ano para serem totalmente solucionados, e você pode acompanhá-los através dos sites das seguradoras.


Vamos ser sinceros! O processo é lento e burocrático. Bom mesmo é não precisar usar!

Mais umas dúvidas que precisamos esclarecer:

6 - Vale a pena utilizar apenas o seguro de viagem do cartão de crédito?

O benefício oferecido por algumas categorias de cartões pode até parecer economia, mas a cobertura disponibilizada pode ser insuficiente para a viagem planejada. Nas principais empresas do mercado - como Visa, Mastercard, American Express - esse serviço está disponível apenas para portadores das bandeiras superiores, como platinum e black.

Além disso, para ter direito ao seguro, a compra da passagem deve ter sido realizada pelo cartão de crédito e a viagem deve ter duração máxima de 30 dias. Quem viaja para fazer intercâmbio ou mochilão terá que contratar um seguro viagem direto da seguradora. Práticas de esportes e complicações na gravidez também não costumam ser cobertas.

Por isso, mesmo tendo direito a esse benefício, é preciso estar bastante atento à cobertura. O ideal é sempre ligar para a central do cartão, avisar que vai viajar e solicitar as condições gerais da cobertura do seguro viagem disponibilizada.

Lembre-se também de comparar o seguro das operadoras de cartão de crédito com os planos das seguradoras. Além de serem especializadas em seguros para viagem, essas empresas possuem planos mais completos e mais opções de cobertura.


7 - Qual a diferença do seguro do cartão para o seguro viagem da seguradora?

A principal diferença é que o seguro viagem do cartão de crédito escolhe qual plano o cliente pode utilizar e, muitas vezes, a cobertura disponibilizada não é a ideal para a viagem que o segurado está fazendo.

Além disso, por ser um serviço adicional, o seguro dos cartões de crédito trabalha majoritariamente com o serviço de reembolso, ou seja, caso você precise de atendimento no exterior, irá precisar desembolsar o dinheiro que tiver para pagar pelas despesas médicas.

Já com as seguradoras, é possível escolher o plano que melhor encaixa no tipo de viagem que a pessoa quer fazer, garantindo a cobertura ideal, além de trabalharem com uma rede conveniada, onde o segurado não precisa pagar nada, caso necessite de atendimento.

O seguro viagem possui toda assistência em caso de necessidade, como médico, hotel, direcionamento da rede hospitalar mais próxima e, em caso de traslado de corpo, a seguradora cuida de todo o processo.


8 - Qual a diferença entre plano de saúde, seguro saúde e seguro viagem?

Os planos de saúde normalmente oferecem cobertura apenas dentro do Estado onde o segurado contratou. Existem alguns planos que possuem cobertura nacional ou até internacional, porém, costumam ter um valor alto e não há grande necessidade de contratação, caso a pessoa não viaje muito.

O seguro saúde oferece ao contratante coberturas para consultas, exames, internações, análises clínicas e outras coisas relacionadas especificamente a saúde do segurado.

Já o seguro viagem garante cobertura para gastos com despesas médicas de urgência e emergência e cobre muitas outras eventualidades, como extravio de bagagem, traslado médico, traslado de corpo e até indenização em caso de acidentes que resultem em invalidez permanente ou morte do segurado.


9 - Entenda a diferença entre seguro de viagem e assistência de viagem

A diferença entre seguro viagem e assistência de viagem é que o seguro você paga e depois é reembolsado. No caso da assistência, você não paga nada.

Ambos estão inclusos em qualquer plano de seguro viagem e, o que faz com que você pague ou não, dependerá do hospital que você for.

Se você for em um hospital conveniado, indicado pela seguradora, você estará coberto pela assistência. Se você quiser ir em algum hospital de sua preferência, você deverá pagar e depois será reembolsado pela seguradora.

Lembrando que se o valor da sua apólice for de 30 mil dólares, e a conta no hospital – mesmo conveniado, onde você não paga nada – for de 31 mil dólares, você terá que pagar a diferença 1 mil dólares. Isso é um dos motivos de prestar bastante a atenção em sua cobertura na hora da contratação do seguro viagem.

Essa opção de assistência viagem e seguro viagem somente é válida em casos de escolha de hospital. Em caso de assistência farmacêutica, por exemplo, você paga para depois ser reembolsado.



10 - Seguro para viajar de carro

Neste caso cada país tem uma regra, já o seguro viagem pessoal continua tudo como explicado acima. Eu já fiz uma viagem de carro por Brasil, Chile, Argentina e Uruguai e expliquei tudo neste post:

RUTA 7 E RUTA 60 - Mendoza até Santiago de carro atravessando a Cordilheira dos Andes


Ufa! Acho que agora você também já virou expert em seguro viagem! Então é hora de fazer sua cotação e garantir o menor preço.