• Cintia Caciatori

Cânions catarinenses no inverno: como é acampar no Cânion do Funil

O planalto catarinense é repleto de cânions e serras ainda pouco explorados. As belezas naturais da região são surpreendentes e a cada dia atraem mais turistas. Principalmente depois do início da pandemia, onde o turismo ecológico e de aventura se tornaram a opção mais segura. Tudo isso combinado com um frio gostoso (ou congelante) deixa tudo muito mais charmoso!



Os leitores recorrentes do viaje24h.com já sabem que eu, Cintia, criadora do blog, sou catarinense e moro em Lauro Müller, justamente aos pés da Serra do Rio do Rastro.

Não me canso de falar que nossa serra possui umas das estradas mais espetaculares do mundo, e não sou eu quem está dizendo. Vários jornais renomados já afirmaram como o The Guardian.

Aqui eu fiz um guia completo de como conhecer a Serra do Rio do Rastro, com tudo o que você precisa saber: Serra do Rio do Rastro: O guia definitivo de uma das estradas mais espetaculares do mundo!

Nossa aventura começou num lindo sábado de sol, e apesar de morar bem pertinho, nunca tinha visitado o Cânion do Funil. Eu fiz um vídeo e registrei tudo (vale a pena assistir!), mas a seguir vou explicar os detalhes e passar as dicas:



Saímos do centro de Lauro Müller e depois de percorrer 24 km em 40 minutos, já estávamos passando pelo Mirante da Serra. Seguimos por mais 4 km e às margens da rodovia avistamos a entrada. Não há nenhum tipo de sinalização ou identificação, mas como estávamos com outros colegas que já conheciam o local, não tivemos problemas. Se colocar no GPS vai chegar bem certinho também. Aqui está o trajeto:


Depois de passar o portão, estacionamos todos os carros e a partir deste ponto tivemos que percorrer 7km de trilha a pé para chegar às margens do Cânion do Funil. O valor do acampamento é R$60 por noite. Carros ou camionetes com tração também chegam ao local. Foi assim que levamos nossas mochilas, pois 2 integrantes do grupo @trekkinghardcore ajudaram a galera com seus carros aptos.




Eu particularmente adorei fazer a trilha, as paisagens são fantásticas e a gente nem sente passar! Quanto mais próximos ao cânion, mais lindas as paisagens ficavam.

Depois de terminar o trajeto a pé e apreciar a vista, fomos montar as barracas. Enfileiramos todas elas bem em frente ao desfiladeiro e quando o proprietário senhor Miguel chegou, disse que não era uma boa ideia, pois a noite o vento era bem forte. Mesmo assim, resolvemos deixar na mesma posição. Feito isso, fomos curtir um churras e passar o dia com a turma do acampamento.






Cânions catarinenses no inverno: como é acampar no Cânion do Funil


Cuidados

O vento nessa região é constante e a noite aumenta muito. Por isso temos que ter alguns cuidados: Para fazer a trilha é indispensável o uso de boné ou chapéu, o vento gelado engana, mas se não proteger vai torrar a cabeça, braços ou que tiver exposto ao sol.

Jaqueta "corta vento" ajuda muito, pois o vento como já disse, é constante. Os lábios também precisam de muita proteção, tanto ao sol quanto ao vento. Caso contrário pode ficar inchado e dolorido (o meu ficou um pouco por causa do vento).



Fora a jaqueta "corta vento", tem que levar uma jaqueta impermeável mais grossa. Pois quando o sol vai embora meu amigo...o vento gela a alma!

Levei também uma calça e uma blusa térmica que vesti ao final do dia para ajudar passar a noite.

No fundo da barraca usei um protetor térmico, aqueles de alumínio, sabe? Comprei um pedaço em loja de material de construção, mas tem pra vender pronto e todo mundo do acampamento tinha uns bonitinhos, que consegue pendurar na mochila. Ajuda muito a não passar umidade pra dentro da barraca.



Quero deixar claro que foi meu primeiro acampamento e essas dicas podem parecer básicas ou muito óbvias, mas pra mim ajudou demais e salvou minha noite gelada!

Isso mesmo, a noite o vento bate forte e sacode a barraca! A única coisa triste foi ter que levantar no meio da noite pra fazer xixi. Eu já não conseguia mais dormir de tão apurada, então fui obrigada a levantar! Sabe aquele xixi que não para de sair nunca? Pois é, congelei o bumbum! (risos).

O Cânion do Funil não possui nenhuma estrutura, zero mesmo! Então não pode esquecer de levar água, papel higiênico, lenço umedecido e tudo que você julgue necessário para higiene pessoal.



Cânions catarinenses no inverno: como é acampar no Cânion do Funil


Amanhecer

O amanhecer é mais um espetáculo à parte para quem passa a noite no Cânion do Funil. Depois de uma noite gelada, assim que começou a sair as primeiras luzes no céu, todo mundo pulou da barraca! Valeu cada segundo de contemplação.



Confesso que depois a vontade de ir embora bateu. Não foi assim tão simples, já que tínhamos mais 7 km de volta a pé até chegar ao nosso carro. No frio do dia anterior tomei muito vinho e fazer essa trilha de ressaca foi osso! O ritmo foi bem abaixo do esperado. Dica: Não beba antes de fazer trilha! (risos)

Resumo: vale a pena a aventura! Lembrando que o acampamento foi no mês de maio e já foi frio pra caramba, a noite a temperatura chegou por volta de 5 graus. Não sei se arriscaria fazer em julho com temperaturas negativas. Nesse caso eu prefiro pegar uma cabaninha aquecida! Veja aqui algumas opções.

Se você vem de avião pra essa aventura, os aeroportos mais próximos são os de Floripa e Jaguaruna. Compre sua passagem mais barata aqui e depois alugue um carro pra chegar ao Cânion do Funil.



Você sabia que o Brasil é cheio de destinos incríveis para conhecer no inverno? Confere aqui:

O blog Flor na Cabeça mostrou 13 dicas de passeios para o frio em Curitiba. A Van do blog Enquanto Elas Crescem mostrou sua experiência de Airbnb em Campos do Jordão.

Já a Norma, do blog Viajando com a Norma mostrou a cidade de Guaramiranga, um destino de inverno no Ceará. A Elizabeth Werneck sugeriu onde ficar em Monte Verde, um destino de inverno em Minas Gerais.

A minha xará do blog Viajando com a Cintia também mostrou destinos de inverno e a Nathalia do blog abcdosviajantes conheceu dois alpes no inverno e contou pra gente.

Para finalizar, o blog Viajando com Moisés foi pra bem longe e mostrou Pai na Tailandia, um destino lindo até no inverno.


Deixo aqui mais um vídeo do Canal do Youtube do Viaje24h relacionado a destinos de inverno! Confere abaixo, e se gostar, inscreva-se no canal. Lá tem vídeos de muitos destinos mundo afora!