• Cintia Caciatori

Como chegar ao Arquipélago de San Blás (com valores)

O Arquipélago de San Blás é com certeza a definição de paraíso na terra! Trata-se de uma comarca indígena chamada Kuna Yala localizada no Panamá. Como faz parte da costa caribenha do país, a cor da água é fantástica. Eu particularmente sou apaixonada pelo azul do mar do caribe, e conhecer San Blás foi como viver um sonho!



O arquipélago conta com 365 ilhas, uma para cada dia do ano. Muitas delas inclusive são desabitadas, porém há 1 ilha chamada Chichime que possui moradores locais e eles recebem nós turistas. A ilha possui várias cabanas estilosas onde pode-se passar quantos dias desejar. É considerada a mais estruturada do arquipélago e por este motivo resolvemos fechar o passeio nela. Nosso pacote incluiu transfer ida e volta, almoço, jantar, pernoite e café da manhã.

Saímos às 5h da Cidade do Panamá e chegamos quase ao meio dia. Foi bem cansativo. É preciso atravessar uma serra com muitas curvas, vimos muitos carros parados com pessoas passando mal. Eu mesma fiquei enjoada. Os carros são 4x4 pra conseguir chegar até lá. É praticamente tudo asfaltado, mas muito detonado, com buracos enormes. Subidas e descidas muito íngremes. Não recomendo ir dirigindo por conta.



Depois de enfrentar a primeira parte do trajeto de 4x4 chegou a hora de pegar o barco.

Demoramos mais do que o normal pois paramos para abastecer. Levou quase meia hora, depois mais algumas paradas em outras ilhas para pegar e deixar mantimentos. Foi a lancha pinga pinga (risos). Eu fiz um vídeo de tudo, vale a pena assistir:

Depois de algum tempo a água começou a mudar de cor, cada vez mais clara e azul. Golfinhos rodearam a nossa lancha e cada ilha que avistávamos era mais cinematográfica do que a outra.

Chegamos à ilha Chichime e fomos muito bem recebidos. Mostraram todas as instalações e nossa cabana bem na beira do mar. Largamos a mochila e tratamos de aproveitar o paraíso!

Como chegar ao Arquipélago de San Blás (com valores)


Fazia parte também do nosso pacote uma volta de lancha por outras ilhas próximas:

Ina & Pelicano Island e Naranjo Grande “Sol y Playa”. Por último paramos nas piscinas naturais, era só pular do barco e nadar! A cor da água é indescritível. Só assistindo ao vídeo e vendo as fotos para entender:



Já de volta a Chichime, curtimos cada cantinho da ilha. Em 40 minutos é possível dar a volta na ilha toda. Fizemos tudo com calma e curtimos o entardecer. O pôr do sol foi inesquecível!

Depois que anoiteceu fomos jantar. Havia outros turistas e conversamos bastante antes de ir dormir.

Como chegar ao Arquipélago de San Blás (com valores)

Infraestrutura

A ilha não possui energia elétrica. O “restaurante” é uma construção bem simples, possui cobertura, mas não há paredes. Há duas mesas bem compridas onde todos sentam juntos para fazer as refeições. Muito legal para interagir e conhecer todo mundo.

A cozinha está anexa ao restaurante. Num botijão de gás conectam um fogareiro para fritar peixe, lula ou lagosta. O restante do cardápio é salada.

Eles devem ter algum gerador que fornece energia elétrica somente na cozinha. Nas cabanas e banheiros não há.

Os banheiros são compartilhados. Claro que só água fria. Há alguns bacios, mas é preciso jogar água depois de usar, já que não há descarga e nem saneamento básico.



Quanto custa

Transfer por terra ida e volta USD 70,00

Taxa para entrar na reserva indígena Kuna Yala USD 23,00.

Cabana privada com banheiro compartilhado USD 50,00 /dia

Transfer barco ida e volta USD 30.00

Inclui 3 refeições

Total USD 173,00


Detalhe super importante: Tudo em dinheiro vivo!

O pagamento não é feito tudo de uma vez só, mas sim na sequência como listei acima. Primeiro para o motorista do carro, depois para o policial da entrada da reserva e assim por diante.

Qualquer hostel ou hotel possui o contato das agências que fazem os passeios. Então não precisa se preocupar em comprar com antecedência.



O que levar

Passaporte. Nenhum tipo de bebida é incluído no pacote, é importante levar bastante água. Lá eles vendem alguns tipos, como cerveja e vinho. Eu levei umas bolachinhas também para comer entre as refeições principais.

É permitido levar bagagem de até 11kg. Até porque o carro e o barco estão sempre na capacidade máxima. Confesso que vi um casal com bebê e eles estavam com 2 malas enormes, mesmo assim o motorista ajustou para dar tudo certo. Eu deixei minha mochila grande no hostel e só levei uma bolsa pequena.

Como chegar ao Arquipélago de San Blás (com valores)


Ponto negativo

Infelizmente, quando caminhamos pela ilha encontramos bastante lixo em alguns pontos. Além dos turistas, os moradores parecem não ter conhecimento sobre a separação do lixo.

Percebi que misturavam latinhas de alumínio com cascas de alimento, por exemplo. Não sei ao certo como fazem a coleta, mas me pareceu que deixam em alguns pontos da ilha ou talvez joguem no mar.

Quem já leu outros artigos que escrevi aqui no Viaje24h sobre o Panamá, já sabe que a questão do lixo nas cidades é bem séria. A impressão que dá é que a coleta nas cidades não supre a demanda.

Mais uma vez quero deixar claro que foi um sonho conhecer o arquipélago de San Blás. Valeu cada segundo. Mesmo assim, eu sempre sou honesta sobre toda minha experiência. Até porque nada é perfeito e nem por isso deixa de ser maravilhoso!


Você também vai gostar:

Cidade do Panamá: 12 lugares imperdíveis para visitar, onde comer, onde se hospedar e dicas de planejamento

Como sair do aeroporto da Cidade do Panamá e chegar ao centro da cidade utilizando transporte público

Como utilizar transporte público na Cidade do Panamá e economizar muito na viagem!

5 coisas desagradáveis que você precisa saber antes de viajar ao panamá

Como visitar o Canal do Panamá gastando pouco


No canal do Youtube do Viaje24h há uma playlist completa com muitos vídeos sobre o Panamá. Aproveita e já se inscreve no canal, tem muita coisa bacana: