• Cintia Caciatori

O que fazer em Gramado e Canela: roteiro de fim de semana

Quando você ouve falar de Gramado e Canela, quais as primeiras coisas que vêm à sua cabeça?

Deixa eu adivinhar! Friozinho gostoso, arquitetura charmosa e gastronomia diversa?

As duas cidades, localizadas na serra gaúcha e de colonização européia, possuem influência que refletem em tudo que vemos ao nosso redor.



Além disso, é um destino muito procurado por seu clima ameno, já durante o inverno o frio é intenso, algumas vezes ocorre neve, e tudo fica ainda mais charmoso. Com tudo isso, os turistas ficam ainda mais encantados e atraídos.

Já visitei algumas vezes a serra gaúcha. Como moro no sul de Santa Catarina, fica fácil fazer um passeio de final de semana ou feriado prolongado.

Em minha opinião é possível aproveitar muito bem a região num final de semana. Meu último passeio foi em junho de 2022 e a seguir vou compartilhar com vocês o meu roteiro completo.

Eu fiz também um vídeo com o roteiro completo listado a seguir:


Gramado (Sábado)


1 Avenida Borges de Medeiros

A Avenida Borges de Medeiros é a mais importante de Gramado, sem falar que é puro charme e encanto. Ela concentra vários pontos turísticos importantes, por isso, o simples fato de caminhar por ela já é um programa imperdível.

Outra dica é ficar hospedado nos hotéis que ficam ao longo da Avenida ou em seus arredores. É a opção ideal para quem procura andar de carro o mínimo possível, assim como eu.

Na foto a seguir eu estou no Hotel Fioreze, onde fiquei hospedada, com uma ótima vista da Avenida Borges de Medeiros.





Hotéis em Gramado com tarifas exclusivas


2 Paróquia São Pedro

Durante nossa caminhada pela avenida, a primeira parada foi na Paróquia São Pedro. Além de ser um bom lugar para fotos, é possível visitar seu interior de forma gratuita. Foi inaugurada na década de 40 e sua arquitetura é de estilo romano. Na frente há uma praça com estátuas em homenagem aos apóstolos.

Outro lugar que é muito fotogênico é um relógio e termômetro que fica bem em frente a praça. É possível encontrar em outros pontos da cidade também.





3 Fonte do Amor Eterno

Na lateral direita da Paróquia mais ao fundo está a Fonte do Amor Eterno, inspirada na Fonte Di Trevi na Itália, mas que em minha ignorância não vi nenhuma similaridade.

Ao seu redor estão centenas de cadeados coloridos com promessas de amor. Inclusive bem na hora que chegamos para fazer a visita, estava acontecendo um pedido de casamento, com direito ao noivo ajoelhar e tudo mais. Achei fofo.



4 Calçada da Fama

Em Gramado ocorre um festival de cinema muito famoso e por conta disso, há um trecho da Avenida Borges de Medeiros que virou calçada da fama. Confesso que percebi ao acaso. Há várias estrelas cravadas na calçada com nomes de artistas brasileiros.


O que fazer em Gramado e Canela: roteiro de fim de semana


5 Rua Coberta

A Rua Coberta é um dos atrativos mais antigos de Gramado. Com o passar dos anos se tornou cada vez mais estruturada e charmosa. Há vários bares e restaurantes, sem falar que rende boas fotos para recordação. Com certeza vale a pena sentar em algum restaurante e curtir todo o charme do lugar por um tempo.

Principalmente no inverno, as várias lareiras espalhadas pelas mesas, deixam tudo ainda mais charmoso.



Todos os programas listados acima encontram-se na Avenida Borges de Medeiros e são gratuitos. A dica é continuar a caminhada até o final da avenida. Depois de aproximadamente 500 metros você pode visitar a Rua Torta.


6 Rua Torta

O nome oficial da Rua Torta de Gramado é Rua Emílio Sorgetz. Foi idealizada pela prefeitura da cidade com o objetivo de se tornar mais um ponto turístico. É inspirada na Lombard Street em São Francisco, Califórnia.

Vale dar uma passadinha e tirar algumas fotos para registro, pois o formato da rua em conjunto com as flores coloridas rendem boas lembranças.



7 Praça das Etnias

Em frente à Rua Torta fica a Praça das Etnias, com três casas que representam os colonizadores da região: os italianos, os alemães (Casa do Colono) e os portugueses.

O que achei mais legal foi a Casa do Colono. Todo sábado (dia que passei por lá) ocorre uma feira de produtos coloniais. É possível ver de pertinho, muitos fornos acesos, onde são preparados os produtos em nossa frente. Tudo quentinho e fresquinho.

Na Praça há vários banquinhos para descansar e também lojinhas de artesanato local.



Depois de visitar todos esses pontos turísticos exatamente na sequência descrita acima, foi hora de seguir até o Lago Negro.

Já que o Lago fica a quase 2km da Praça das Etnias, pegamos o ônibus turístico (recomendo). Nosso carro não saiu da garagem do hotel.



8 Lago Negro

O Lago Negro é um dos meus lugares favoritos de Gramado. Tudo é muito arborizado, ao seu arredor há uma pista para caminhar com calma e conhecer cada cantinho do local. Assim é possível ter vistas de todos os ângulos do lago, ideal para fotos.

É possível fazer esse passeio com um carrinho turístico também, oferecido dentro do parque. Sem falar nos clássicos pedalinhos que dão todo um charme no visual do lago. Ainda mais se tiver um lindo dia de sol.

Em minha última visita em Gramado o fim de semana estava chuvoso, mas bem quando chegamos no Lago abriu alguns raios de sol. Que sorte a nossa.



Origem:

O Lago Negro é um lago artificial. Sua vertente foi descoberta durante um incêndio no mesmo local. Para conter o fogo foi aberta uma fenda no chão e lá estava sua vertente.

Seu idealizador, Leopoldo Rosenfeldt, importou os pinheiros, que hoje estão ao redor do lago, da Floresta Negra na Alemanha. Daí vem o nome.

O objetivo era deixar o local bonito e turístico. Tarefa muito bem cumprida, já que hoje o Lago Negro é o cartão postal de Gramado.

Há muitas lojas e restaurantes ao seu redor e a entrada no lago é gratuita. Já se quiser andar de pedalinho é cobrado uma taxa.



9 Pequena Vila Alemã

Em frente ao Lago Negro fica a Pequena Vila Alemã. o que mais chama atenção é a torre da Rapunzel e lá de cima é possível ter uma vista panorâmica do lago. A entrada é gratuita, mas para subir na torre é cobrado. Não subimos. O lugar é bem colorido, principalmente para as crianças. Há também um biergarten e uma loja de vinhos e souvenirs.



Ficamos rapidamente na Vila Alemã e retornamos ao nosso hotel, na Av. Borges de Medeiros. Como já passava das 14h resolvemos achar um lugar para almoçar.


10 Experimentar um Rodízio de Fondue

Os rodízios de fondues são famosos em Gramado, é aquele programa gastronômico “obrigatório”. A quantidade de restaurantes é enorme. Há diversas opções para todos os gostos e bolsos.

Confesso que não é algo que me deixa emocionada como alguns outros pratos (risos), mas com certeza vale a pena provar, ainda mais se for a primeira vez.



11 Tomar Café com Chocolate

As fábricas de chocolates e os cafés de Gramado e Canela aí sim são de emocionar (risos)! Muitos já devem saber que essa região da serra gaúcha possui uma grande quantidade de fábricas de chocolates com muita qualidade. É uma melhor que a outra!

No centro de Gramado, por exemplo, há várias lojas das fábricas, já outras são cafeterias também.

Vale a pena sentar numa delas e tomar um café ou chocolate quente, ainda mais se tiver um friozinho gostoso!



O que fazer em Gramado e Canela: roteiro de fim de semana


12 Villa Santa Claus

Ainda na Av. Borges de Medeiros eu visitei a Villa Santa Claus (Vila do Papai Noel), um centro comercial todo decorado com enfeites natalinos durante o ano inteiro.

Eu comprei um enfeite para minha árvore de Natal, em uma das várias lojinhas. Há também uma praça de alimentação.



13 Degustar Vinhos da Região

A serra gaúcha também é famosa por seus vinhos e vinícolas. Por conta disso, Gramado é repleta de lojas das mais diversas marcas. Paramos na loja de vinhos Jolimont, que também oferece degustação.

Fomos muito bem atendidos e depois de provar a loja inteira (risos) foi impossível não levar alguns exemplares para casa.

Se você tiver mais tempo, pode também visitar as vinícolas da região.



Canela


14 Igreja de Canela

É um dos pontos turísticos mais famosos da serra gaúcha e foi eleita uma das 7 maravilhas do Brasil no ano de 2010. A igreja é toda de pedra com vitrais coloridos. É possível acessar seu interior de forma gratuita.

Em frente a Igreja há um letreiro da cidade e o cenário é perfeito para fotos. Vale a pena visitar durante a noite também e presenciar a Igreja com sua iluminação colorida.




15 Parque Estadual do Caracol

Segundo o site oficial, é o segundo ponto mais visitado do sul do Brasil. O parque possui uma ótima infraestrutura, além de trilhas ecológicas e um mirante com visão fantástica da Cascata do Caracol.

No dia que visitamos estava chovendo e nem por isso foi ruim. O volume de água da cascata em conjunto com o cenário de natureza verde exuberante deixou tudo ainda mais incrível! A entrada em junho de 2022 custou R$30. Para mais informações acesse o site oficial aqui.





16 Castelinho Caracol

Confesso que fui até o Castelinho Caracol só para provar o famoso Apfelstrudel. Um doce de massa folhada e maçã. Conheci em outras viagens pelo mundo e me apaixonei. É possível encontrar em várias cafeteiras de Gramado e Canela também.

Eu nunca tinha experimentado com nata e achei a combinação perfeita. Pensa num doce maravilhoso!

O Castelinho trata-se de um museu e conta a história de uma das primeiras casas de Canela e sua família. A entrada em junho de 2022 custou R$15. Para mais informações acesse o site oficial aqui.



Como eu falei lá no início, eu fiz um vídeo de todos esses atrativos. Dá uma conferida e já aproveita para se inscrever no canal do Youtube do Viaje24h.



Esses são alguns dos principais atrativos de Gramado e Canela, mas é claro que a dupla gaúcha possui muito mais atrativos. Se você está planejando um roteiro com mais dias, há alguns programas que você também pode gostar, como por exemplo, visitar os cenários do filme O Quatrilho e fazer um tour sobre a cultura europeia e gaúcha.

Para os apreciadores de uma boa cerveja (como eu) há um tour pelas principais cervejarias de Gramado e Canela num ônibus panorâmico, e por aí vai...



Você também vai gostar dessas opções de destinos sugeridas por blogs de viagem que eu gosto bastante:


Blog Descobrir Viajando - O que fazer na Piazza dei Miracoli em Pisa

Blog Viaje com Norma - O que fazer em Yangon em Myanmar

Blog Abcdosviajantes - O que fazer nos arredores de Paris - Destinos a 1 hora da Cidade

Blog Flor na Cabeça - O que fazer em Hamburgo Alemanha: 13 lugares inusitados

Bate Papo Blog - O que fazer em Araruama RJ


O que fazer em Gramado e Canela: roteiro de fim de semana